Governo Bolsonaro divulga mudanças em regras de benefícios sociais

Desde que assumiu a presidência, em janeiro de 2019, o presidente Jar Bolsonaro já promoveu diversas mudanças no funcionamento da economia do país. As mudanças levantaram muitos questionamentos quanto a eficiência dos órgãos públicos e a que mais chamou a atenção foi a repaginada do programa Bolsa Família, um benefício social muito importante. Mas quais seriam essas mudanças?

O que é o Bolsa Família?

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda criado pelo ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Desde a sua criação, o governo tem mantido a proposta do programa com o objetivo de combater o cenário de pobreza do país.

O programa garante que famílias em situação de pobreza e pobreza extrema possam receber um auxílio financeiro mensal a fim de cumprir as necessidades da família.

A expectativa das famílias beneficiadas é que no Bolsa Família 2020 continuem sendo oferecidos acréscimos como auxílio para gestantes, para filhos dependentes e para recém-nascidos.

Qual a proposta do programa?

O Bolsa Família é um programa que está em vigor há alguns anos e já auxiliou diversas famílias a saírem de um cenário de fome e de pobreza extrema.

Portanto, a proposta desta inciativa é reverter o cenário de pobreza oferecendo suporte financeiro para as famílias cadastradas. Anualmente, é calculado um valor base para manter o sustento dessas famílias.

Vale lembrar que o programa sofre influencia direta do salário mínimo, já que seu cálculo é estabelecido de acordo com a economia do país e da inflação.

O que mudou?

O Bolsa Família já possui algumas exigências que devem ser cumpridas para que a família continue a fazer parte do programa. Mas afinal, o que mudou para o Bolsa Família no governo Bolsonaro?

Os requisitos para permanência no programa foram mantidos, entretanto, há uma maior possibilidade de manutenção da inciativa. Mas o que realmente será interessante é o novo valor do Bolsa Família 2020 que também poderá receber o acréscimo do décimo terceiro salário.

Como o valor da bolsa muda de acordo com cada família, que pode acumular até 5 benefícios dentro do programa, é difícil prever o total a receber. Mas vale lembrar que a bolsa pode chegar a até R$ 390,00 por mês.

Como solicitar?

Quem ficou interessado e está de acordo com as exigências do Bolsa Família, deve saber como solicitar o seu benefício para passar a receber o suporte do governo.

Para tanto, esteja mundia da sua documentação e daqueles que serão cadastrados como dependentes legais no programa. lembrando que as crianças devem estar regularmente matriculadas na escola.

Você deverá fazer a sua solicitação no CRAS da sua cidade, em que o seu pedido será avaliado por uma assistente social. Se aprovado, você receberá novas instruções.